quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Ensino de programação para professores, pais e estudantes

De 6 a 11 de novembro, evento vai abordar lógica computacional por meio de atividades divertidas

Com o objetivo de mostrar que o aprendizado da lógica computacional está ao alcance de todos, o Programaê! – projeto criado pela Fundação Lemann em parceria com a Fundação Telefônica Vivo e representante da Hora do Código no Brasil – realiza, entre os dias 6 e 11 de novembro, a Hora do Código Brasil, iniciativa que visa impactar educadores e jovens do Ensino Fundamental I e II, mostrando que a tecnologia pode ser uma facilitadora para a educação.

A principal proposta desta ação é possibilitar o aprendizado da lógica computacional por meio de atividades divertidas. Por isso, o evento convida crianças, jovens, pais e professores a conhecerem as bases do ensino de programação com o apoio de iniciativas lúdicas.

Para incentivar o engajamento dos estudantes, as atividades são protagonizadas por personagens de sucessos como os games Angry Birds e Minecraft, a animação Frozen e a saga Star Wars.

Na plataforma, videoaulas curtas e objetivas ensinam, passo a passo, como introduzir a metodologia para crianças e adolescentes, além de apresentarem as atividades propostas pela Code.org, criadora desta grande maratona e parceira do Programaê!.

Ministradas pelo professor Francisco Isidro Massetto – curador de conteúdo do projeto, doutor em engenharia elétrica e mestre em ciência da computação –, as aulas mostram que ensinar programação é fácil. Ao final do evento, os participantes ainda podem testar seus conhecimentos e gerar um certificado. Acesse o site.

Jornada de aprendizado

O site ainda traz planos de aula, através dos quais pode-se criar cursos de acordo com a complexidade desejada, quantidade e idade dos participantes, disciplina envolvida e equipamentos disponíveis para a atividade.

Massetto destaca a versatilidade da plataforma: “Os educadores terão a oportunidade de conversar com seus alunos por meio de uma linguagem diferente que, ao contrário do que se imagina, envolve conhecimentos não só das matérias relacionadas às ciências exatas, mas de outras áreas também. Com isso, os jovens programadores poderão desenvolver o senso de direção, a atenção à grafia dos comandos, além de exercitarem a criatividade e o raciocínio lógico. Em médio prazo, isso reflete em maior capacidade de concentração, de conclusão de projetos e de trabalho em grupo.”

FONTE: CPP

Nenhum comentário:

Postar um comentário